Vender nos Marketplaces: a importância de um processo estruturado

Vender nos marketplaces é uma forma muito eficaz para aumentar as vendas. Porém, apenas dispor seus produtos em sites maiores não é suficiente por si só para garantir um grande volume de faturamento.

Estruturar o processo para a disposição dos itens é fundamental. Isso porque implantar técnicas que otimizem a visibilidade das suas mercadorias e o público que elas atingem são partes intrínsecas para obter uma grande quantidade de saídas.

Para que isso de fato ocorra, é preciso entender como funcionam as plataformas e de que modo se deve iniciar a inserção no marketplace. Assim, pode-se promover ações que resultam em frutos positivos.

Preparamos este conteúdo com o objetivo de melhorar o entendimento sobre o assunto e lhe ajudar a conduzir a estruturação das vendas para obter sucesso em um marketplace. Quer descobrir como isso é possível? Continue conosco e alavanque os resultados da sua loja!

Por que a internet revolucionou o comércio?

Quem trabalha comercializando produtos para o público sabe quais são os desafios para encontrar clientes e captar consumidores. Existe todo um trabalho para receber o indivíduo na loja, chamar a atenção dele para que entre, ganhar a confiança e, finalmente, concretizar a venda.

No entanto, com a internet, além do alcance da marca, o perfil do público mudou completamente. Anteriormente, caso a sua loja fosse um estabelecimento pequeno, conseguia atingir apenas os moradores daquela região.

Agora, é possível que seus produtos sejam ofertados para pessoas de todo o mundo, desde que elas tenham acesso à internet. Assim, independentemente da sua estrutura física, qualquer um pode conhecer a sua marca.

Já os compradores apresentam um caráter mais independente no mundo virtual, no qual buscam individualmente pelo item e concluem a compra, esperando apenas que ela chegue em sua residência.

O marketing passou a ser uma ferramenta ainda mais importante, pois com a grande oferta de lojas de todos os lugares oferecendo seus produtos, conseguir a atenção e confiança de um interessado passou a ser um processo ainda mais dificultoso.

Dentro desse aspecto, uma grande adaptação que surgiu e revolucionou todo o conceito de comercialização são os marketplaces.

A integralização das vendas entre diversas plataformas, independentemente de suas marcas, modificou a forma como os consumidores escolhem o estabelecimento de onde compram.

Mas, afinal, como funciona o marketplace e por que ele revolucionou o comércio? É o que vamos explicar no próximo tópico. Acompanhe e descubra como as vendas foram impulsionadas nesses novos moldes!

O que é um marketplace?

Um marketplace é uma nova maneira de dispor seus produtos para os clientes. Nessa funcionalidade, o nome da marca é fortalecido de modo oposto ao do mundo concreto. Isso pois, nas lojas físicas, o maior processo de estruturação da marca depende de destacá-la em relação aos outros estabelecimentos.

Já em uma plataforma como essa, uma loja maior, com maior visibilidade e acessos, anuncia os seus itens para os visitantes dele. Ou seja, ao visitar um site de vendas conhecido, o comprador encontra produtos de diversos segmentos e fornecidos por diferentes revendedores, e escolhe dentre eles qual mais lhe agradou.

Basicamente, os lojistas de menor porte podem se utilizar do alcance das grandes lojas para impulsionar suas vendas. Com a credibilidade que esses estabelecimentos já têm, os consumidores confiam nos parceiros que anunciam dentro do site.

Em um ambiente onde os clientes ficam receosos de confiar em uma marca desconhecida — pois não podem de fato verificar o produto ao vivo nem ter garantia da entrega —, a sinergia com o marketplace ajuda a vencer essa barreira.

A fim de melhorar o esclarecimento, trabalharemos com um exemplo. Suponhamos que a Loja 1 seja uma grande marca do mercado, conhecida pelo grande público e com um grande volume de vendas. Assim, o estabelecimento tem muitos recursos e realiza diversos investimentos em marketing.

Nesse cenário, também existe a Loja 2, pequeno e novo e-commerce no mundo digital. Embora ela tenha produtos de qualidade, recebe poucas visitas e os consumidores não confiam no estabelecimento a ponto de realizar a compra. No âmbito físico, ambas seriam concorrentes. A loja menor teria que promover muitos esforços para estabelecer um diferencial competitivo e conseguir angariar clientes frente ao maior poder da loja grande.

Já em um marketplace, a Loja 1 cede espaço em seu site para que a Loja 2 venda os seus itens. Em troca de uma comissão em cima das vendas, quando os clientes entrarem no endereço da Loja 1, vão ver seus produtos — e os de diversos outros lojistas — e poder comprá-los. Assim, a Loja 2 desfruta do público já conquistado pela outra e adquire confiança. Além disso, divulga e promove o nome da sua marca, estabelecendo-se no mercado e conseguindo maior público.

Como vender nos marketplaces?

As vantagens de se inserir em um marketplace ficaram bastante nítidas, tendo em vista como a implantação aprimora a quantidade de vendas dos e-commerces menores e com baixo acesso.

No entanto, uma dúvida comum é como é possível oferecer os seus itens em uma plataforma maior e mais conhecida. É preciso que os lojistas tenham ciência de que não é uma tarefa árdua. Pelo contrário, é perfeitamente possível.

Para conseguir ser integrado a um marketplace, é preciso ser aceito como parceiro da loja, para então dispor seus produtos nela. Alguns protocolos básicos geralmente devem ser seguidos para isso. Confira!

Realize o cadastramento

Demonstrar interesse é o primeiro passo. Para isso, você identifica o marketplace onde deseja fazer suas vendas e envia uma proposta, realizando o seu cadastro no site. Nele você informa os dados da sua loja para serem avaliados.

Providencie a documentação

Obter todos os documentos em conformidade e à disposição para serem checados é preciso para conseguir a aprovação. Regularizar sua empresa e estar em dia com as exigências legais é um trabalho necessário para vender em um marketplace.

Receba a aprovação e cadastre seus produtos

Após ter feito sua parte, basta aguardar a resposta da loja. Em alguns casos, é possível negociar valores, a fim de melhor alinhar a parceria. Depois de ser de fato aceito na plataforma, basta cadastrar os itens que deseja vender nela e aguardar os pedidos.

Passo a passo para estruturar suas vendas em um marketplace

Pensar em cada etapa e estabelecer a estratégia adequada para guiar as vendas em um marketplace é fundamental. Ter conhecimento do que envolve o processo e de como sua loja conduzirá cada um deles é algo essencial para conseguir atender às vendas na plataforma.

Para que os itens tenham uma boa saída e a empresa atenda a demanda, é preciso que você de fato atinja o público adequado e que os pedidos estejam dentro de sua capacidade produtiva e logística.

Quer saber no que você deve prestar atenção para estruturar adequadamente o seu processo de vendas? Vamos lhe ajudar, veja abaixo!

1. Registre sua marca

Para ter possibilidades de estar inserido em um grande nome do e-commerce, é recomendável que a sua marca seja registrada e esteja dentro de todas as disposições legais.

Com essa garantia de que o nome da sua empresa está sob seu domínio, o marketplace como estratégia para solidificar seu nome pode realmente ser efetivo.

Ser o detentor dos direitos da sua marca garante maior segurança tanto para sua loja quanto para o lojista da grande empresa com a qual você pretende se associar. Isso porque você assegura a estabilidade da sua marca.

2. Escolha a plataforma mais adequada

Um fato ao qual muitos lojistas não se atentam é que verificar a fundo o perfil do público é algo indispensável. Saber quem são as pessoas que se interessam pelos seus itens e são possíveis compradores é o passo responsável por garantir se você realmente vai vender mais em marketplace.

Isso pois, sabendo tal informação, é possível verificar se a plataforma onde você pretende vender atinge essas pessoas. Ou seja, você consegue confrontar os dados de quem são os consumidores que acessam o site maior com o fato de quem são as pessoas que você pretende que conheçam seus produtos.

Para o processo de comercialização, realizar esse estudo é a base. Afinal, como você pode realmente atingir consumidores e concretizar a venda se quem pode e provavelmente quer seus itens não acessa aquele site específico?

A fim de evitar problemas como esse e ter um plano efetivo para impulsionar a saída de produtos, avalie todos os marketplaces aos quais é possível associar a sua marca e anunciar os seus produtos. Verificando o público de todos eles, escolha aqueles com maior similaridade com o perfil da sua loja e do que você vende. Certifique-se de que o ambiente virtual é compatível com o seu regime.

Por exemplo, se os seus itens são mais atrativos para adolescentes e é imprescindível ter o contato com esse público para garantir um bom volume de vendas, opte pela plataforma que tenha esses acessos e atenda tal objetivo.

3. Busque a transportadora ideal

A venda na internet geralmente implica na responsabilidade da loja com a entrega dos produtos para os clientes. Por isso, se preparar para dar conta da demanda nesse aspecto deve ser uma das prioridades da gestão ao se inserir em um marketplace.

A meta inicial ao se unir a outro site é conquistar mais público e, consequentemente, efetuar mais vendas, certo? Se isso de fato acontecer conforme o planejado, sua empresa precisa ter condições de distribuí-los.

Para evitar dores de cabeça quanto a esse aspecto e suprir tal etapa sem interferir nos demais afazeres, é de grande ajuda contar com o auxílio e se aliar a uma transportadora de qualidade. Diversos fatores devem ser considerados quando tratamos de tal parceria, como:

3.1. Verifique a capacidade e o alcance de entrega

Saber quanto a empresa de transporte consegue entregar certifica que de você não vai ficar na mão quando seu volume de vendas subir. Além disso, veja quais regiões são contempladas pela prestadora.

Afinal, não tem sentido fechar contrato com uma instituição que não entrega em x região caso a plataforma tenha grande incidência de cientes da área.

3.2. Procure por bons preços

O principal objetivo de qualquer venda é obter lucros. Ao vender em uma segunda plataforma, parte dele será direcionado para o marketplace. Então, operar os demais processos com menores custos se faz importante nos rendimentos e na gestão financeira em marketplace.

A entrega estará relacionada à maior parte das suas vendas, portanto, procure pelo melhor valor para a sua empresa. É possível conseguir esse feito com contratos em negociações ou apenas encontrando a instituição mais adequada aos seus itens.

3.3. Cheque o comprometimento

Para satisfazer os clientes e se manter dentro do marketplace, cumprir com seus prazos para entrega e não gerar situações desgastantes é preciso. Caso a sua transportadora não realize essa tarefa, a responsabilidade de o item não ter chegado ao cliente será da sua loja.

Por consequência, analisar a fundo a responsabilidade que a transportadora aplica em seus serviços evita situações prejudiciais aos negócios como essa. Assim, conheça o histórico da transportadora, entre em contato com clientes que ela atende, certifique-se de que ela se compromete com os prazos etc.

Esse fator é um dos mais importantes para avaliar. O rankeamento dos lojistas inseridos no marketplace considera as entregas feitas dentro do prazo. Assim, para ter um bom posicionamento, é preciso que sua transportadora cumpra com as datas.

4. Anuncie seus produtos

Chegamos ao último passo do processo de vendas, que separa os seus produtos da venda para os clientes. Dispor os seus produtos no marketplace é o início da promoção dos itens e do aumento no fluxo de saída.

Com o intuito de que as buscas sejam otimizadas e os clientes de fato acessem os insumos da sua loja, um cadastro completo deles deve ser realizado. As características principais que descrevem o produto precisam ser feitas com bastante dedicação e alinhamento com o padrão de palavras-chave buscadas pelo público.

É possível otimizar essa etapa, tornando mais simples para o lojista finalizar a inserção das suas mercadorias. Assim, além de promover um início mais rápido e eficiente, você assegura que essas informações completem adequadamente o cadastro. Um integrador de marketplace é a escolha ideal para isso. O programa permite integrar todas as informações já inseridas no seu e-commerce. Assim, a catalogação na nova plataforma fica simplificada.

O integrador centraliza essas informações, possibilitando que elas sejam repassadas para diversos outros canais, em pouco tempo e sem que existam os desgastes envolvidos no retrabalho.

Entendeu como realizar a estruturação das suas vendas? Pronto para iniciar a inserção em uma plataforma marketplace? Para isso, preparamos um tópico explicando como fazer isso!

Como começar?

Para vender seus produtos em um marketplace é preciso considerar todos os fatores envolvidos, com o intuito de conseguir se adequar e se manter dentro da plataforma de comercialização.

Seguindo um passo a passo simples, você evita imprevistos e garante estar realmente preparado para dar início à integração. Entenda mais ao ler nossas dicas a seguir!

Analise se é realmente vantajoso

Contrastar o perfil do seu negócio e verificar o posicionamento de mercado do site do terceiro é a maneira mais propícia para obter resultados.

Verifique qual é o seu segmento e se o marketplace no qual você quer entrar realmente tem condições de auxiliar no crescimento. O que determina tal resposta é o público do site, a quantidade de acessos inferidas, o alcance que ele tem em relação a novos clientes etc.

Garanta capacidade de entrega

Outro ponto já citado, mas que de fato tem grande impacto para possibilitar as vendas, é o cuidado com os fretes. Estar com essa etapa alinhada permite que você tenha condições estruturais para se arriscar nessa nova experiência.

Confira a concorrência

Vale ressaltar que, embora ocorra uma parceria entre competidores, a concorrência ainda acontece. Por isso, é fundamental conhecer seus adversários e saber como eles trabalham, como funciona a venda dos produtos deles, quais os diferenciais competitivos etc. Dessa forma, torna-se possível conhecer o território e direcionar suas estratégias, além de medir o seu desempenho.

Procure por ferramentas de integração

Para que vender no marketplace não seja um grande desgaste e realmente compense o seu trabalho e o da sua equipe, é importante começar integrando seu e-commerce à plataforma. A funcionalidade proporciona uma gestão integrada que confere eficiência aos processos. Desse modo, você garante que não haverá grandes índices de retrabalho e que realmente será prático e vantajoso para sua empresa se anexar à plataforma.

Dicas para aumentar as vendas no marketplace

Estruturando adequadamente o processo de vendas, com certeza sua loja vai obter um número maior de pedidos. Porém, também é fundamental investir em técnicas e métodos direcionados diretamente para promover o aumento das compras. Descubra a seguir algumas possibilidades de aumentar as vendas!

Aumente a visibilidade dos seus produtos

Cada plataforma tem critérios diferentes para estabelecer quais produtos ganham destaque em relação aos outros nos processos de busca dos usuários. Para que seus produtos realmente sejam visitados e considerados pelos clientes, estar dentre os itens com destaque é a melhor maneira.

A fim de promover tal posicionamento, conheça quais são as políticas e critérios considerados pelo site para dispor os itens apresentados nas páginas. Ou seja, compreenda se o que leva o produto de um parceiro do marketplace a se destacar é o preço, o número de visitas, o valor do frete, as avaliações etc.

Assim, medidas podem ser tomadas com o intuito de otimizar o seu aparecimento e se destacar dentre os demais, constando nas primeiras páginas de busca. Com tamanha visibilidade, mais clientes chegam ao seu produto e provavelmente as vendas dele são melhoradas.

Invista nos mecanismos de busca

É fato que os clientes utilizam os mecanismos de busca para encontrar os produtos que querem comprar. Para isso, ele digita sua pesquisa e os sites indicam as possibilidades disponíveis.

Dessa forma, torna-se intrínseca a relevância que aparecer entre os primeiros resultados têm para conseguir impulsionar as vendas. Procurar meios para tornar isso uma realidade é, sem dúvidas, extremamente produtivo.

Algumas técnicas, como SEO, podem ser aplicadas a fim de seu conteúdo ser mais amigável para os motores de busca, aparecendo de maneira mais favorável. Desse modo, busque como usá-lo na descrição dos seus itens e na titulação das páginas, além das características interativas que a plataforma em que você está inserido proporciona.

O resultado direto será mais acessos aos seus anúncios. Em decorrência da maior quantidade de pessoas engajadas, mais pedidos passam a ser recebidos e a comercialização é aumentada.

Elabore uma estratégia de marketing digital

Existem muitas estratégias de marketing digital que, quando aplicadas, impactam positivamente na quantidade de compras das suas mercadorias. Escolher a mais adequada e aplicá-la é preciso para ganhar destaque em meio a brutal concorrência que o mundo virtual oferece.

Uma opção recomendada para isso é utilizar do marketing de conteúdo. Nessa técnica, podem ser usados textos, blogs, vídeos, e-books, reviews etc. Com tais produções, você impulsiona o alcance e reverte tal atenção para seus produtos.

O material feito de forma mais atrativa para os usuários mantém o interesse deles. Além disso, a propaganda feita de modo indireto e associada a materiais de fato úteis para o público-alvo garante resultados mais produtivos para atrair consumidores.

Aposte em preços competitivos

É fato que um dos primeiros pontos considerados pelos consumidores ao iniciar a busca por um produto são os preços praticados. Apenas após estabelecer um parâmetro de tal valor é que eles reparam e consideram os demais aspectos.

Desse modo, manter seus itens dentro de uma faixa de preço competitiva e alinhada com os demais valores praticados é importante para conseguir a atenção dos clientes em meio a todas as mercadorias ofertadas.

Assim, monitore a concorrência e tenha ciência de quais são os preços aplicados. A partir daí, você conduz a sua precificação, adotando valores adequados e que recebem mais atenção e visibilidade.

Vender nos marketplaces é a melhor maneira de proporcionar alcance para as suas mercadorias. Porém, para realmente alcançar grandes vendas, se faz necessário ter uma estratégia para se destacar dentro do site e conseguir atender estruturalmente a demanda. Seguindo nossas dicas, sua loja vai tornar a integração produtiva, impulsionando as compras e minimizando os desgastes pertinentes.

Entendeu como medidas pertinentes são importantes para que sua loja obtenha sucesso ao vender em uma grande plataforma? Gostaria de contar com ferramentas para facilitar essa tarefa? Entre em contato conosco, temos um integrador de marketplace que vai lhe oferecer praticidade para isso.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.