Como realizar um pagamento instantâneo com o PIX?

Por vários anos, TEDs, DOCs e boletos foram os meios de pagamento mais comuns no Brasil. Contudo, essa realidade pode mudar muito em breve. O Banco Central anunciou, em 2020, uma grande novidade para o mercado financeiro: a chegada do PIX. Essa é uma forma bastante fácil e acessível de enviar e receber pagamentos. São tantos benefícios que preparamos este artigo exclusivo para ele.

Abaixo, confira mais sobre os pagamentos instantâneos com o PIX!

O que é o PIX?

Imagine a seguinte situação: você precisa receber um pagamento urgente de um cliente, porém, já são 17h da tarde de uma sexta-feira. O TED não funciona mais e você precisa deixar tudo para semana seguinte. Esse problema acabou, o PIX opera 24 horas, 7 dias por semana e, o melhor, é de graça. Chega de pagar taxas abusivas para os bancos tradicionais. 

Tudo acontece em poucos segundos e pode ser feito direto no aplicativo do seu banco. Sim, todos os bancos ou fintechs já oferecem o serviço para pessoa física ou jurídica. Por isso, não é necessário baixar qualquer sistema adicional. Essa tecnologia chegou para acabar com os métodos caros, lentos e inseguros de pagamentos — e a tendência é que ela evolua com o tempo, substituindo até o famoso boleto.

Como funciona?

Para começar, você precisa cadastrar suas chaves PIX no aplicativo do seu banco. Elas foram criadas para substituir todos aqueles dados obrigatórios do TED: agência, banco, número da conta e CPF.

Agora, para receber um pagamento, você apenas precisa informar alguma chave PIX para o pagador. A chave pode ser seu:

  • celular (com DDD);
  • CPF;
  • e-mail;
  • ou chave aleatória.

Após inserir a chave no PIX, os dados básicos do recebedor (nome, CPF e banco destino) serão exibidos para conferência. Por fim, é só escolher o valor a ser pago e concluir a transação.

Não é obrigatório cadastrar as chaves para receber um PIX. Você ainda pode usar os dados tradicionais (banco, agência etc.), mas usar o novo método é muito mais prático. Lembre-se de que não é possível cadastrar a mesma chave em diferentes bancos. Para mudar a instituição recebedora, exclua suas chaves e cadastre novamente no novo banco.

Como usar o QR code?

O QR code é outra facilidade do PIX — sendo bastante útil também para lojistas. Em sua “área PIX”, você deve encontrar a opção “ler QR code”. Então, basta apontar a câmera do celular para o código fornecido pela pessoa ou empresa. Pronto! O valor da transação já deve ser exibido na tela, então coloque sua senha para autorizar a transferência. O débito será feito na sua conta corrente, assim como um TED.

Caso você seja o recebedor, procure pela opção “gerar QR code”. É possível criar o código com um valor pré-estipulado, ou deixar “em aberto” — para que o pagador defina o valor da transferência. Viu como é prático usar o PIX em suas transações diárias? Seus clientes também estão prontos para experimentar essa novidade. Acesse agora seu aplicativo bancário e aproveite o pagamento instantâneo com PIX!

Gostou deste conteúdo e quer receber mais novidades direto no seu e-mail? Então, assine agora nossa newsletter — é gratuita!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.